MEDITAÇ​ÃO

Meditação Hong So 

A meditação ensinada inicialmente no Kriya Yoga de Yogananda é chamada "Meditação Hong-so". 

Hong-so significa "Eu sou aquele, eu sou Espírito". 

Instruções:

Sente-se em uma posição confortável: você pode ficar no chão com as pernas cruzadas, sobre um cobertor e uma almofada de meditação ou simplesmente sentar-se em uma cadeira.

 

Mantenha as costas retas, o queixo baixo e os ombros abertos e relaxados. O abdômen é relaxado com o abdômen levemente para dentro e para cima. Abra bem o peito e o coração e abra sua mente ao infinito. 

Feche seus olhos e mantenha-os interiorizados, na região central e alta da testa, no ponto entre as sobrancelhas, ou "kutashta", o olho de Krishna e Cristo - imagine como se você quisesse olhar para a parte de trás da cabeça, de modo relaxado e entregando-se ao processo.

Una as mãos no centro do coração e comece a meditação com uma oração inicial, com as tuas palavras, para pedir guia para a sua "sadhana" ou prática espiritual. Invoque os grandes mestres iluminados do Kriya Yoga e/ou os de sua própria tradição ou religião ou simplesmente sinta intensamente a ‘idéia’ mais próxima de seu coração ao que é Deus para você. 

Cante o mantra "OM" se quiser; ou outro mantra ou cantos devocionais de sua preferência.

Em seguida, coloque as mãos sobre os joelhos ou sobre as coxas, com as palmas das mãos viradas para cima. Se você quiser, você pode unir a ponta dos dedos indicadores e polegares em "Gyan Mudra" (gesto de sabedoria). 

Comece a respirar profundamente, do nariz, em um ritmo triangular, isto é, inalando de 7 a 12 vezes (contando 'om' ou a cada batimento cardíaco), mantendo os pulmões cheios de ar, no mesmo tempo, e expirando em ritmo igual.

Você pode fazer isso repetindo o mantra "OM" interiormente, acompanhando a energia que sobe em cada "chakra" ou centro de energia: enquanto o ar entra, repetindo mentalmente 'om' em 'muladhara' (zona do seu cóccix), ' Om 'em' svadhistana '(área sacral),' om 'em' manipura '(região lombar),' om 'em' anahata '(região dorsal),' om 'em' vishuddha '(zona cervical),' om ' na medula oblongata, 'om' em 'ajna' (Terceiro Olho). Mantenha os pulmões cheios de ar, vibrando 7 'oms' interiormente em seu terceiro olho; e depois na expiração, vibrar novamente mentalmente 'om' em cada chakra a partir do terceiro olho - ajna, até muladhara, na base da coluna.

Faça isso por pelo menos 5 a 10 respirações.

Então, relaxe a respiração e comece a repetir 'hong' a cada inspiração natural e espontânea, e o mantra 'so' quando o ar sair naturalmente. Não observe o corpo que respira, mas a própria respiração, de maneira fluida. 

Entregue-se e o processo vai acontecer naturalmente. 

Mantenha seu olhar sempre em "kutashta" ou no olho de Cristo, tentando perceber os poucos milésimos de segundos que existem entre a inspiração e a expiração, mas particularmente entre a expiração e a inspiração, mantendo-se neste estado de liberdade de ausência de respiração ou “kevala kumbhaka”. Perceba esses momentos de Pura consciência quando a respiração quase pára espontaneamente, ou mesmo quando ela pára. 

Estes momentos sagrados aumentam gradualmente, dando-nos um estado de expansão de consciência, paz profunda e liberdade.

Continue esta técnica por pelo menos 5 minutos, e gradualmente aumente até 10, 15, 20 minutos ou, tanto quanto você quiser, confortavelmente.

Depois de sentir a paz mental e silenciosa do Espírito, permaneça nos últimos minutos em uma meditação silenciosa sem sequer repetir o mantra, mas simplesmente ficando no aqui e agora, na observação e imersão em si, em um estado de pura consciência, de puro Ser, de “Turya”.

Sempre termine com uma oração de gratidão às guias e Mestres; e se você quiser, repetindo um "sankalpa" ou propósito Divino (um projeto ou algo que queres desenvolver dentro, interiormente que seja positivo, construtivo e possivel) e finalize também com uma oração para quem mais precisa neste momento; compartilhando sua felicidade com cada ser, e desejando o Bem Maior a todos. Cante pelo menos 3 vezes o mantra 'OM', longo e alto, enviando este Grande Amor.

Mantenha esta sensação maravilhosa de contato com o Divino durante todas as ações quotidianas. 

Diz Yogananda da meditação:

"Graças à meditação, conectamos a pequena alegria da alma com a grande alegria do Espírito. A meditação não deve ser confundida com a concentração normal. A concentração consiste em liberar a atenção das distrações e concentrar-se em qualquer pensamento em que alguém possa ser afetado. A meditação é a forma especial de concentração em que a atenção é libertada da inquietação e se concentra em Deus *. Conseqüentemente, a meditação é a concentração usada para conhecer Deus *."

* Deus, na ciência do yoga, é em tudo o que existe; é a essência de toda a vida. Podemos imaginar esse Ser Elevado que está dentro de nós como preferimos e como sentimos mais próximo de nossos corações. Por exemplo, em um Grande Mestre (que inevitavelmente nos conduzira ao nosso Mestre interior): com forma; ou simplesmente como a Consciência Cósmica Universal: sem forma. Krishna no Bhagavad Gita, promete-nos: "da maneira como você visualiza e sente-me, eu irei até você".

MANTRA E CANTOS DEVOCIONAIS

Mantra significa: "Man" - Mente e "Tra" - "transcender, ir alem, projetar".

Mantra é uma projeção mental, tanto de forma falada a voz alta como mental. Pode ser uma palavra, uma frase, uma sílaba ou um som e eles podem ser recitados, cantados ou repetidos silenciosamente na mente.

 

É uma técnica para calmar a mente e que nos faz focalizar no Verdadeiro Eu, no Eu Superior, no Ser Verdadeiro, no Guru ou em Deus.

É muito importante, o Bhakti (devoção) na prática de yoga e a recitação de mantras e meditação é parte integrante da nossa sadhana do Kriya (prática espiritual Kriya).

Existem muitos mantras e cada um tem sua própria qualidade, ritmo e efeito ... Todo pensamento ou sentimento que temos está  numa freqüência vibratória, e tudo o que é manifesto começa a partir de uma vibração. Então, tudo o que acontece na nossa vida depende de qual vibração temos profundamente dentro.

Ao usar mantras direcionamos a mente numa alta/positiva freqüência vibratória.

Durante milhares de anos, místicos, meditadores e yogis usaram mantras para a transformação mental e espiritual.

Esta prática já é uma forma de meditação em si e nos conduz a uma experiência mais profunda de Pura Consciência e de Felicidade Divina.

Para receber um livreto de mais de 50 mantras 'Prema Kriya Yoga' com tradução, pode escrever a premakriyayoga.it.br@gmail.com